Hoje em dia, Camarate tem disponiveis estes transportes:

Carreira 300Carreira 303Carreira 306Carreira 310Carreira 311Carreira 312Carreira 313Carreira 314

Antigamente era assim :

Camarate foi desde sempre uma freguesia muito mal servida por transportes públicos. Longe de qualquer porto fluvial e não sendo servida por nenhuma estação de caminho de ferro, durante muito tempo, os únicos meios de transporte foram as carroças e os carros particulares. Em 1934 surge o transporte público rodoviário, efectuado pela empresa Isidoro Duarte, carreira essa que se manteve de forma regular até 16 de Fevereiro de 1941 e que ligava Camarate a Lisboa. Em 4 de Março de 1944, através da empresa Boa Viagem, Camarate volta a estar mais próximo de Lisboa. Em 1976 cria mais duas carreira, uma de Camarate até à Apelação e outra que executava o percurso Camarate-Loures-Camarate. Esta empresa serviu Camarate até 1978. Com a nacionalização das empresas de transportes públicos, que ocorreu após o 25 de Abril de 1974, deixa de existir a empresa Boa Viagem em 1978 e Camarate passa a ser servida pela empresa Rodoviária Nacional até ao início dos anos 90. Após esta data, a empresa é privatizada e dividida em várias empresas, entre as quais a Rodoviária de Lisboa, a qual, até aos dias de hoje, tem servido a freguesia. As carreiras que actualmente servem a freguesia, ligam Camarate a Sacavém, ao Campo Grande (Lisboa), à Gare do Oriente e a Loures. Em relação às vias de comunicação, nos últimos 20 a 30 anos, muito pouco se tem evoluido. Apenas foram feitas algumas melhorias nos acessos. Existe, todavia, um projecto para a ligação de Camarate à C.R.I.L., mas nada se sabe acerca da data da sua execução.